Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

20 agosto, 2012

Sobre saudades de um pai...

Sobre as saudades de um pai...
São cinco anos, quase... ou de quase cinco anos... são longos anos.
Não sabia bem o valor, aliás só se reconhece o sentir quando se torna um sentir só.
Cinco anos.
Tantos e tão pouco na minha vida. Tanto de querer sem ter e Pouco de ter sem muito querer.
O tempo não apaga, o tempo corrói, lenta e subtilmente. As lembranças de ontem são as imagens que a memória tem ainda. Desvanecem-se na neblina dos dias e fica-se só, dorido, enxague de amor.
Pai dói porque eu ainda vivo.


..

Um comentário: