Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

16 novembro, 2008

[colagem.jpg]


Pasodoble

Uma volta, um arrojo, um requebro. A graça, em trejeito de garra, revolteia no passo. Rodopia, serpenteia, crispa e solta-se. Chama, atiça e cobra. É o pasodoble. Capa e besta. Mulher e homem. Olé! Forte, ardente. Pulsa o sangue, desce o desejo. Aqui, vem. A chiquelina glosada em movimento ondulante. A volúpia. Chamariz de anseio e provocação. Arremete a besta. Chega-se o homem. Revira-se o vermelho ondulante plasmado em tecido, e, em carne. E baloiça a perna, em redondo apertado, serpenteando o negro que a cobre. Labareda quente de feitiço. A música. E viva Espanha! O folho dança no agitar da mão e rebola na anca que meneia. O pescoço sobranceiro é pináculo de um rosto ardente. Semi-cerra o olhar que convida. Há paixão. Há sangue e carne. Mais um passo, uma volta. Uma sugestão. Convite. Desejo. Sim. Não. Ainda não. E a música embriga. Afasta-se, uma volta em graça, ondulante e faceira. Ele dobra-se, arremete-se, encolhe-se. Ah, que paixão, que vontade. Mas há que esperar. E a música viva, palpitante. Quer a mulher, quer a capa, quer, quer. Ah, mas as duas, tudo a vida. A saia, a capa, o ondular no requebro atiçador. Entontece. Arrepia, cansa e pulsa. O peito arfa. Não aguenta mais, os acordes tornam-no zonzo, a besta explode. E de um salto arroja-se aos pés. A música cessa.


El torero - .
Posted by Picasa

13 comentários:

Madalena disse...

Excelente. quente narrativa. :)

Boa semana.

gabriela rocha martins disse...

tchi ,que excelente arrojo!

adorei e mais não digo ,porque algo mais seria demais

e olé!




.
um beijo ,miúda!

ines disse...

Pasodoble o erotismo total num trocar de passos e olhares!

Mar Arável disse...

A poesia

também é uma dança de corpos

a dois

Belo texto - bela foto

borrowingme disse...

tenho uma amiga perfeita para este passo...

bjs

claras manhãs disse...

O desejo, em ritmo rápido e vibrante.
A vida, num passo de dança


beijinho

vida de vidro disse...

Palavras quentes, sensuais, urgentes, tais como o pasodoble! Belíssimo!**

pin gente disse...

fabulosa dança de "calientes" palavras., toreadora!

um abraço
luísa

addiragram disse...

Estamos lá!

Gasolina disse...

No peito, o calor.

Está guardado. Bem perto do coração.

Um beijo Mateso Azul.

Nilson Barcelli disse...

Magnífico texto cara amiga.
Ler-te e ouvir a música é impressionante. Muito belo. parabéns por este belo momento.
Tens direito a rabo e orelha...
Beijinhos.

C Valente disse...

bela imagem, linda musica
saudações amigas

carteiro disse...

Um vermelho, também, outonal...