Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

11 maio, 2007


Ontem, corri para o mundo...
Hoje, vejo o mundo correr...
.

Uma Flor

Cresce no ventre

Da terra

Mãe.

A flor

Botão,

De vida

Trémula,

Suave,

Escondida,

Entre

Gotas de vida.,

E brisas de sonho.

A flor,

Cresce,

Na vida do mundo,

E abre-se- ao sol

Do desejo,

E esvanece à brisa

Do tempo.

Mas… a flor

Afinal…é a Criança

Que nasce,

Sorri,

Chora,

Cresce.

Num cálice

Feito de ternura.

É a mulher

Que abre,

As suas pétalas,

Em ninhos,

De amor.

Que frutifica,

O pólen

Do seu ventre

Em, bênçãos

De Vida

É a luta,

Do homem,

A esperança

Do sonho,

Desejado,

Perdido,

Mas encontrado

Nas águas

De uma força

Parida,

Dorida,

Amada,

De um ser,

De um Filho,

De uma Razão.,

De uma Vida.

4 comentários:

Bruna Pereira disse...

Uma surpresa, o teu blog.
Voltarei...

:)

Letras de Babel disse...

...do eterno.

un dress disse...

liNdO...:)

Mateso disse...

Obrigada ,mas é apenas uma tentativa de um pedaço de alma....