Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

31 agosto, 2011

http://3.bp.blogspot.com/-vb0HBpg1YbM/Tl5oCngMUxI/AAAAAAAAEOY/cMHJyr5j9oQ/s1600/346471_18.jpg

Poetas

Ai almas dos poetas
Não as entende ninguém,
São almas de violeta
Que são poetas também.

Andam perdidas na vida,
Como estrelas no ar;
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar!

Só quem embala no peito
Dores amargas secretas
É que em noites de luar
Pode entender os poetas.

E eu que arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma para sentir
A dos poetas também!

3 comentários:

Mar Arável disse...

Bela memória

Jorge disse...

Imagem fantástica. Poema belíssimo da Florbela!

Menina Marota disse...

Florbela, sempre!

Escolha maravilhosa!

Um abraço de vento e maresia, em marés calmas de... arco-íris de Vida.