Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

05 novembro, 2009

.


Eugénio de Andrade

Diz homem, diz criança, diz estrela.
Repete as sílabas
onde a luz é feliz e se demora.

Volta a dizer: homem, mulher, criança.
Onde a beleza é mais nova.

4 comentários:

tiaselma.com disse...

Ficou lúdico e interessantíssimo!

Adorei.

Beijocas.

gabriela rocha martins disse...

ontem não resisti nem ao filme nem ao poema

hoje , por não resistir à tua escolha ,deixo.te



.
um beijo

Miosotis disse...

O vídeo é muito belo! Mas a música profundamente agressiva!
As palavras de Eugénio de Andrade 'acalmaram' tal pretensa 'fúria'...

Um beijo

Afranio do Amaral disse...

Sou Afranio do Amaral, e morro e renasço para seguir fugindo de mim.
Cumprimentos.