Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

16 janeiro, 2009

Miguel Torga


Ficheiro:Miguel Torga 100anos.png

12-8-1907/17-1-1995


"Ter um destino é não caber no berço onde o corpo nasceu, é transpor as fronteiras uma a uma e morrer sem nenhuma."
Miguel Torga

In Fernão de Magalhães, Antologia Poética. Lisboa: Dom Quixote, 1999.


4
.
.

5 comentários:

Paula Raposo disse...

Tão certo Miguel Torga!! Beijos para ti.

addiragram disse...

É, de facto! mas poucos o conseguem fazer.Torga conseguiu!
Linda homenagem.

Arion disse...

Um dos meus poetas favoritos! Obrigado por partilhares. Beijo!

Madalena disse...

Perfeito e Grande Torga (para mim quem merecia o Nobel da Literatura).

Ter e aceitar um Destino é não poder voar.

Bjs.

Bfs. :)

~pi disse...

( ex pansão-risco-voo-vida-tor ga





~