Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

08 julho, 2008

[345633_60.jpg]


O Mar e os Sinos

O dia não é hora por hora.
É dor por dor,
o tempo não se dobra,
não se gasta,
mar, diz o mar,
sem trégua,
terra, diz a terra,
o homem espera.
E só
seu sino
está ali entre os outros
guardando em seu vazio
um silêncio implacável
que se repartirá
quando levante sua língua de metal
onda após onda.

De tantas coisas que tive,
andando de joelhos pelo mundo,
aqui, despido,
não tenho mais que o duro meio-dia
do mar, e um sino.

Eles me dão sua voz para sofrer
e sua advertência para deter-me.
Isto acontece para todo o mundo,
continua o espaço.

E vive o mar.

Existem os sinos.

Pablo Neruda

.Hymn To The Sea - Titanic
.
Posted by Picasa

7 comentários:

Maria Laura disse...

A beleza e a sabedoria de Neruda. Muito bom!

Nogs disse...

Pablo Neruda...


Tão belo.

Será que ainda existem homens assim, apaixonados, hoje em dia?

Beijo

Maria disse...

Belo!

Belo!

Obrigada.

C Valente disse...

Bela imagem ,lindo poema de Neruda
Saudações amigas

C Valente disse...

Bela imagem ,lindo poema de Neruda
Saudações amigas

Maria P. disse...

Magnífico!

A escolha de quem tem bom gosto:)
Beijinho*

Eduardo Jai disse...

Neruda é...

...


...único.