Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

01 janeiro, 2008


Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?)
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.


Carlos Drummond de Andrade



10 comentários:

Huckleberry Friend disse...

Belíssimo poema, que já tinha lido algures na versão integral. E belíssima a música, a incitar-me a visitar ainda mais vezes este blogue em 2008. Um beijo!

Maria Laura disse...

Belo poema, esse de Drummond de Andrade. Um dos meus poemas de Ano Novo.
Feliz 2008!

Gi disse...

Não precisa, mas sabe bem :)
Nunca é demais dizer que se gosta. Pode não nos fazer mais felizes mas pode contribuir para a felicidade de alguém.

Um beijo, BOM ANO

gabriela r martins disse...

quando ,ontem à noite ,falando sobre leituras ,perguntavas.me o que pensva sobre este poema de Carlos Drummond de Andrade ,na altura disse.te que ainda não o tinha lido .face ao mesmo só tenho uma resposta ... não foi por mero acaso que também ,há dias o publiquei no Palácio ... serve a resposta?

.
.

eis.nos prestes a cheagar ao dia 3 de janeiro .sabes o que acontece neste dia ,não sabes?

.

pois é a brotoeja ,sim senhora!


beijinhos ,miúda!

Gi disse...

Vim cá outravez, para Drummond deixo Drummond

Afinal Tudo Começa Outra Vez



"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,

a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Para você,

Desejo o sonho realizado.

O amor esperado,

A esperança renovada.

Para você,

Desejo todas as cores desta vida,

Todas as alegrias que puder sorrir,

Todas as músicas que puder emocionar.

Para você,

Neste Ano Novo, desejo que,

Os amigos sejam mais cúmplices,

Que sua família esteja mais unida,

Que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas,

Mas nada seria suficiente para repassar

O que realmente desejo a você.

Então desejo apenas que você tenha muitos desejos

Desejos grandes

E que eles possam te mover cada minuto ao rumo da sua felicidade!"




Carlos Drummond de Andrade

Andreia Ferreira disse...

Que tenhas também tu um Bom Ano.
Beijinho!

addiragram disse...

Renovar a esperança é lutar contra a
nossa parte mais estática e "morta".
Um 2008 BOM!

Vertigo disse...

Um GRANDE 2008,querida mateso!

un dress disse...

basta respirar!




muitO bOm anO!!






beijO :)

Eduardo Jai disse...

:)
Gosto muito do Drummond.

Um bom ano de 2008. Desejo 10 dias atrasado mas é só uma questão de calendário. Ee há tantos diferentes, não é?