Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

26 novembro, 2007

Sífiso

Recomeça…
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar
E vendo
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças.


Miguel Torga

17 comentários:

gabriela r martins disse...

torno.me repetitiva ,mas é imperioso dizê.lo .a escolha de Torga é perfeita .a selecção musical divina!

um beijo ,miúda!

un dress disse...

e é tão belo este poema...

e vem sendo tão difícil reconhecermo-nos, sobretudo na nossa loucura!!...




obrigada:)
beijO

Gi disse...

uma tarefa extenuante que não acaba nunca.

... e a pedra tem que continuar a rolar

prossigamos!

Um beijo para ti

Plum disse...

Perfect!
Para reflectir nas palavras de Torga!****

as velas ardem ate ao fim disse...

Brilhante poema.

bjinhos

Andreia Ferreira disse...

Tenho este poema numa das paredes lá de casa... É bom saber que podemos sempre recomeçar.

Beijinho :)

gabriela r martins disse...

atão ,cavaste?
psiu ,volta.
estás perdoada!!!!!

( eheheheheheheeh )

beijocas

Sky Walker disse...

Só assim conseguiremos alcançar os nossos sonhos...
Bonita musica
Beijo

Ana Luar disse...

E pk acredito que todos os rsignados são homens mortos... eu prometo não esquecer este teu post.

Ana Luar disse...

Opss desculpa mas esse comentário não era para este blog rsrsrrs Desculpaaaaaa!

Ana Luar disse...

Enganei-me ao enviar o coment�rio anterior... mas lendo o teu post acho que nem est� despropositado. ;) A resigna�o � a morte da alma.

addiragram disse...

Só se pode estar Vivo se não paramos
de buscar a Vida, não por gula, mas pelo prazer do que se pode encontrar!
Outros já o disseram, mas não faz mal repetir, a ligação/interpretação
poema, imagem música, ficou Inteira.
Beijinhos

Teresa Durães disse...

quem me dera :)

Gi disse...

tens um prémio para levantar no meu espaço. O que tens aqui mais abaixo também lá , para todos, é um outro, específico.

beijinhos

Maria Laura disse...

Só Torga para nos ver Sísifos voltando constantemente ao princípio para conquistar a liberdade e a dignidade. Belo!

gasolina disse...

Nunca saciado.
Até no logro se enrola e enreda, rebola e cresce a loucura.
Mas como dói e desilude o olhar para dentro...

Bjs.

Bruna Pereira disse...

A filosofia tem destas coisas. É sempre actual. Como as pedras pesadas.

:)