Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

19 setembro, 2007



Posted by Picasa
Ser poeta


Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!


É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!


É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
é condensar o mundo num só grito!


E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

Florbela Espanca

4 comentários:

Teresa Durães disse...

(tenho andado, para variar, meia ausente)

vim deixar um beijo. bela flor!

un dress disse...

incrível mateso!!

enquanto leio....ouço sempra a voz...!!




:) lindo.de.reler

gabriela r martins disse...

mandei.te um e.mail para troca .espero que gostes

beijo

Mateso disse...

Teresa Durães,
Obrigada pelo beijo. ..na terra!
Bj.


Un-dress,

Lindo, não é?
Um beijo

Gabriela Martins,
Gostei do mail e muito
Obrigada.