Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

28 junho, 2007

Rachmaninov plays Rachmaninov: Liebesfreud

Composta inicialmente para violino por Fritz Kreisler foi posteriormente adaptada por Rachmaninov para piano que a personalizou.


lIEBESFREUD
"Pudesse eu não ter limites.
Ó vida de mil faces transbordantes...."


Sophia de Mello Breyner Andresen

20 comentários:

borrowing me disse...

completo!!!

obrigada pela visita no outro dia... vejo que amas a arte, o que achas da minha?

até já

CNS disse...

Nem imaginas como me soube bem este momento que me ofereceste...

bjs

seilá disse...

agradeço as doces palavras que deixaste
boa noite!

gasolina disse...

Sons, tons e palavras que me levam a outros tempos, a outras danças.
Tranquilidade, aqui sinto.

Um beijo pela tua visita com promessa do meu regresso aqui.

Bruna Pereira disse...

Pudéssemos ter nós 7 vidas. E já era muito.

Bom fim-de-semana:)

un dress disse...

...


voamos

até que as asas


...



...


beijO

cm disse...

encantado ....nos meus limites também...

um abraço

incs disse...

são estas as cerejas dos dias!

bjs

incs disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
as velas ardem ate ao fim disse...

Divino!

Tens aqui um espaço deslumbrante.

bfs

vida de vidro disse...

Fiquei com a alma leve. Plena. Obrigada. **

Gi disse...

Rachmaninov e as sua mãos inesquecíveis pela forma que executava e pela dimensão das mesmas. Eram gigantes. Bom momento musical que aqui deixas.

Beijinhos

Mateso disse...

Anómimo, Peço imensa desculpa,mas ontem ao publicar o teu comentário algo falhou. Justifico assim aausencia do mesmo. De qualquer das formas aqui fica o meu obrigada.
Bj.

Mateso disse...

Borrowing me,
Obrigada pela visita e pelas palavras.
Gosto do teu espaço que acho lindo.
Bjs

CNS,
Ainda bem que gostaste sentir bem.
Obrigada pela visita.
Bj.

Seilá,
obrigada pela visita.
Bjs.

Gasolina,
Fico feliz por teres gostado e te sentires em paz.
Bjs.

Bruna Pereira,
Sete vidas... era bom , não era?
Bom fim de semana.
Bjs.

Un-dress,
Voamos... até onde?

Bj.

Mateso disse...

incs,
E que belas , vermelhas e suculentas quando trincadas ao som da alegria de vida.
Obrigada pela vista e pelas palavras.
Bj.

As velas ardem até ao fim,
Sensibilizou-me o vento da tua vela. Grata pelas palavras.Alegro-me que gostes.
Bj.

Mateso disse...

Gi,
Grata pelas tuas palavras. Rachmaninov não são tinha as mãos grandes . Tinha a capacidade invulgar de reproduzir uma peça complexa após uma ´nica audição... um prodígio.
Aliás, toda a sua obra ,assim o demonstra.
Um bj.

Jardineira aprendiz disse...

Seríamos capazes de viver uma vida sem limites?!

Obrigada pela tua visita lá na manta, eu também já tinha passado por aqui, caladinha, mas gostando muito (porque visito em silêncio muitos blogues que gosto!)

Bom fim de semana

Abssinto disse...

Impressionante. "o último compositor romântico"... e de facto lembra-me aquelas peças deliciosas das "cenas infantis", do schumann.

bj

blue disse...

um belo momento, sem dúvida.

Mateso disse...

blue,
Obrigada pela visita. Folgo que tenha gostado.