Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

21 junho, 2007

Despair


E diz ainda que não se agarrará.......não te comprometerá, não terás que carregar um fardo e ficarás mais leve para chegar à Montanha da Alma , ou ao inferno. "

Gao Xingjian in Montanha da Alma




Posted by Picasa

15 comentários:

un dress disse...

despir.se:

de insustentável leveza ...




*

un dress disse...

estou a acabar "uma cana de pesca para o meu avô"... do autor



.






beijO.maTeso

Mateso disse...

Undress,
Obrigada.
Xingjian é aquela bruma calma que desce sobre mim....
Bj.

Abssinto disse...

E não é bom sentirmo-nos levezinhos? é, é...

bj

cm disse...

ir abandonando toda a carga á medida que a subida pesa....
um abraço

Filipe Oliveira disse...

Talvez o caminho para a libertação

vida de vidro disse...

E quando o fardo vem de querer ser leve? Esse é um autor que aprecio. **

Rebirth disse...

Não será a vida, muitas vezes, uma peça plena de ironia em que é o peso dos fardos que carregamos que nos torna leves o suficiente para chegarmos à Montanha da Alma?

Bjs...

CNS disse...

Tantas vezes que os fardos não são mais que essas grilhetas feitas de medo que teimamos me prender aos pés...

Mateso disse...

Abssinto,
Leve, levemente...parto por esse mndo...despecebida mas presente.
Obrigada pela visita.
Bj.

cm,
As nossas defesas em acção... mas o acto dá-nos alento para outra etapa.
Obrigada
Bj.

Filipe Oliveira,
Grata pela visita.
Seremos alguma vezes verdadeiramente livres?
Bj.

Vida de vidro,

Mas os fardos dificilmente são leves, todavia a alma pode torná-los mais esparsos.
Sensibilizada pela visita.
Bj.

Rebirth,
Concordo inteiramente contigo.
É a nossa leveza aquilatada ao peso do fardo ,que nos preconiza a subtileza para a Montanha da Alma.
Bj.

Mateso disse...

CNS, as grilhetas que prendem os pés, magoam a alma e ao subir faz-se a catarse de toda uma vida.
Obrgada.
Bj.

Bruna Pereira disse...

Só a a ideia de ficar mais leve já me alivia isso, a alma.

:D

saudosista do futuro disse...

desço à montanha da alma,
e lá, em unissono, também
mora o inferno.


(...)

às vezes também me desfaço em cacos.

**

Mateso disse...

Bruna Pereira,
Andamos mesmo muito pesados, não será?
Bjs.

Mateso disse...

Saudosista do Futuro,
Obrigada pela visita e relembro..."Nessum es maggior dolore che recordasi dil tempo felice en il inferno" Dante Alighieri
bj.