Quem sou eu

Minha foto
Alguém que ama a vida e odeia as injustiças

15 junho, 2007

Igor Merkulov Autumn

A Máscara II

Olho por entre espaços…

Revejo, vejo, sinto e pulso…

A vida em redor gira,

Ergo-me lenta, mas lentamente,

Procurando as memórias do outro

Eu,

Fechadas entre o nascer e o ocaso,

Algures no caminho já percorrido

De uma vida sentida ,chorada e partida

De mim,

A bruma esvai-se no raiar do dia,

Espreito por entre as colunas,

Além,

Soprando mansamente o vento

Sussurra-me, e depois gorjeia:

_És tu!

14 comentários:

Biby Cletus disse...

Cool blog, i just randomly surfed in, but it sure was worth my time, will be back

Deep Regards from the other side of the Moon

Biby Cletus

Mateso disse...

To biby cletus

I do thank you for your visit...from the other side of the Moon.. where the sky is early and the stars sleep
lately...
Warm Regards

CNS disse...

Versos feitos de brisa... Belissimo o vento que sopra nestas palavras...

Mateso disse...

Obrigada ,CNS
O vento que sopra de fora para dentro,trázsons de mudança em palavras mudas...
Bjs

un dress disse...

algo na " invenção impura deste espelho" ( h. helder) se me reflecte...

sou ainda eu ...!!!?

Ana Rita disse...

'The mask I polish in the evening
By the morning looks like shit'

Mateso disse...

Un-dress
Na impureza do brilho, ressalvo a memória da imagem escondida...
Obrigada pelos teus comentários.
Bjs.

Mateso disse...

Ana Rita
Our masks, our sorrows... aren't worth of polishing as they will glitter even in the brightness of the morning...
Obrigada pelas tuas palavras
Bjs.

Rebirth disse...

Contempla as memórias efémeras de um passado, de toda uma vida, e verás tão somente um caminho...

É quando olhas o que fazes, dizes, pensas, sentes e procuras que, como diante de um espelho, vês... Tu, o teu Eu.

Somos o que fazemos, não o que fizemos; somos o que sentimos hoje, não o que sentimos ontem...

Vim agradecer-te a visita,
com um sentido abraço...

Mateso disse...

Rebirth,
Concordo plenamente.Somos o que fazemos, o que sentimos ... em cada dia.
Agradeço sensibilizada a visita.
Um beijo.

Abssinto disse...

Pensar que estamos sempre além de tudo e todos, inatingíveis, num sítio nosso. Sssshhh....

Mateso disse...

pois é.. inatingíveis não diria.. mas no sítio muito nosso.. sim.
Obrigada pela tua visita abssinto. Grata.

cm disse...

no arco descrito entre a noite e o dia...é fuste na ponte das tuas emoções ..gostei muito

Mateso disse...

O fuste , qual coluna de emoções... obrigada.
Sensibilizei-me...
Bj.